quarta-feira, 12 de outubro de 2011

5ºB: A minha escola



(fotografias do dia 11 de outubro)

A minha escola


No meu primeiro dia de aulas estava muito nervosa porque ia entrar numa escola nova mas, ao mesmo tempo, orgulhosa por me encontrar entre alunos mais crescidos. É tudo diferente, salas para um lado e para o outro, até tenho de tirar senhas para o almoço! Esta escola é maior, tem mais alunos, turmas, professores e, sobretudo, mais tempo de intervalo: podemos ir à papelaria tirar senhas, ou ir à biblioteca requisitar um livro para ler ou, simplesmente, ficar a brincar junto à sala de aula. Sabiam que vamos ter um cartão com a nossa fotografia? É para podermos comprar artigos de papelaria ou bebida e comida no bar... Ainda não vos falei da biblioteca! Não é só para requisitar livros, também podem consultá-los e utilizar os computadores com jogos educativos e divertidos. Mesmo com todas estas diferenças, não esquecerei a minha antiga escola, porque significa muito para mim.

Marta Maia


A minha escola

Este é o primeiro ano que estou nesta escola e, ao princípio, pensei que os professores só iam resmungar comigo, mas não é bem assim. Só se chateiam comigo se eu me portar mal.
Na minha escola há professores, assistentes operacionais, diretores de turma e até da escola!
No primeiro ciclo e mesmo no infantário já pensava em passar por esta fase da vida. Nos filmes sobre a vida dos adolescentes parece que o 2º ciclo é o fim do mundo, mas na realidade não é assim tão terrível. No ciclo, o único senão, são os mais crescidos, eu gosto de lhes chamar "felpudos", porque já entraram na puberdade. No fundo não é assim tão mau! Não estou a dizer que isto é um paraíso tropical, mas também não é um inferno duplo.

Rodrigo Braga Rodrigues


A minha escola

No dia 14 de setembro entrei na E.B.2,3/S de Caminha, uma escola fantástica! Dia 15 começou a escola a sério, conheci quase todos os professores. Mas não todos, porque só num dia não temos aulas com todos os professores. A escola tem um ar simpático e tenho mais liberdade, mas não quer dizer que não tenha saudades da minha antiga escola e da professora. Esta escola é fixe! Sim, estou a dizer que esta escola é tipo uma casa grande e que tem muitas pessoas, mas também se a mereço, tenho de estudar muito! As funcionárias são muito simpáticas, principalmente a D. Helena, que trabalha na biblioteca. Este é um lugar onde eu adoro ir, pois é um lugar muito silencioso e divertido. Outro sítio que eu admiro muito é o campo de futebol, está sempre lá gente a jogar à bola. Às vezes dá-me vontade de ir jogar também, mas tenho vergonha, pois sou nova nesta escola. Mas mesmo sendo nova, consigo adorá-la! Alguns dos meus colegas são simpáticos, mas todos temos defeitos, não é? Eu acho que sim. No início pensava que me ia baralhar com os horários, salas e pavilhões, mas percebi que era tudo muito simples. Já me esquecia de vos falar dos passarinhos, pois é que na minha escola também há periquitos e são lindos! Eles ficam junto à entrada onde, às vezes, chega a fila para ir almoçar. É uma confusão! Mas também há filas para ir à papelaria, comprar material escolar e carregar o cartão. Também temos de tirar as senhas para o almoço! Estas filas chegam, às vezes, às mesas de ping-pong ou até ao bar, pois há um bar na minha escola. Ah! O recinto da escola tem três cães mesmo fofos. A minha escola é fantástica e muito grande. Tenho a certeza que a maior parte dos alunos adoram esta escola.

Marta Brito


A minha escola

No meu primeiro dia de aulas no 2º ciclo fiquei um pouco nervosa, porque tinha medo que me roubassem alguma coisa. Depois de me habituar à escola nova, e conhecer os novos professores e professoras, comecei a sentir-me mais à vontade. Esta escola é muito diferente da primária, porque temos de tirar senha para comer e temos de mudar de sala. Eu tenho muitas saudades de escola primária, dos colegas, dos professores e das auxiliares. Também tenho muitas saudades de ter menos trabalhos de casa. Mas eu gosto do 2º ciclo, porque também é divertido. Gosto muito da minha escola nova!

Matilde Macedo Pereira

Sem comentários:

Enviar um comentário