terça-feira, 9 de dezembro de 2014

5ºA: Texto da disciplina de Português



RÁDIO BICHO.FM

A manhã estava quente (daquelas manhãs em que apetece andar a cantarolar) e os animais da selva já estavam acordados. A toupeira, a mais entendida em comunicação, tinha tido uma ideia brilhante: criar uma rádio. Assim, poderiam avisar, contactar, ajudar e informar os restantes animais. O rei Rujão, o leão mais importante da selva, aceitou e, por isso, levaram a ideia avante. Convocaram uma reunião no salão do palácio e todos os animais da selva participaram. No entanto, todos acharam muito estranho por ter sido a toupeira a ter essa ideia genial, porque ela não costumava andar muito lá por cima.
Gerou-se, então, uma grande discussão. Pois, todos queriam ser o locutor da rádio. Ao fim de vários minutos, decidiu-se que o locutor seria o mocho Pia. Este era o animal com a voz mais radialista. Depois, cada um dos animais queria ser o D.J., para poder pôr a música. Mas uns gostavam de música clássica, outros de rap, outros de rock e outros ainda de Hip Hop. Decidiu-se que o D.J. seria a leoparda Corredora, pois era a que se divertia melhor.
O animal escolhido (sem grande discussão) para fazer os programas da manhã foi o rei Rujão, que era um animal com um forte rugido e, assim, acordava-os a todos. A publicidade da rádio ficou destinada ao papagaio Gaio e à arara Rara, pois esses dois estão sempre a repetir a mesma coisa, como convém à publicidade. O elefante Trombas foi o escolhido como imagem de marca da rádio. Como todos queriam uma rádio forte e estrondosa, nada melhor do que o pesado elefante.
Depois de uma demorada assembleia de toda a bicharada, ficou decidido, por todos exceto pela raposa Matreira, que nunca concorda com nada, que o nome da rádio seria Rádio Bicho.FM.
A primeira emissão foi um enorme sucesso e, uns meses mais tarde, a rádio chegou mesmo a receber um prémio importantíssimo pelo desenvolvimento de toda a bicharada.
Todos os animais têm gostado muito deste entretenimento!

Sara Barreto, 5ºA

Sem comentários:

Enviar um comentário