domingo, 29 de abril de 2018

Pesquisa 6ºE: Terramoto de 1755




No dia 1 de novembro de 1755, parte do território português sofreu um terramoto, que se sentiu mais nas cidades de Lisboa e de Setúbal e no Algarve. O terramoto foi seguido de um maremoto e de muitos incêndios.
Morreram cerca de 10 000, só em Lisboa, e muitos edifícios ficaram em ruínas. Também se perderam muitos tesouros, como livros e manuscritos, quadros e objetos de ouro e prata.
Após o terramoto, o rei D. José I e a família real viveram durante alguns anos numa grande construção de madeira, a “Real Barraca”, com medo que o tremor de terra se repetisse e a queda de um edifício os esmagasse. O rei entregou então ao seu ministro, Sebastião José de Carvalho e Melo, o futuro Marquês de Pombal, a responsabilidade de mandar reconstruir a cidade de Lisboa.
O Marquês de Pombal mandou enterrar os mortos, socorrer os feridos, policiar as ruas e os edifícios para evitar os roubos. Também encomendou a reconstrução da baixa de Lisboa, ao arquiteto Eugénio dos Santos e ao engenheiro Manuel da Maia.

Mariana Sofia Sá Malheiro 6ºE

Sem comentários:

Enviar um comentário