quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

6ªA : Quem foi D.Maria I ?


D. Maria foi a primeira rainha de Portugal. Era filha do rei D. José I e de Dona Mariana Vitória e nasceu em 17 de dezembro de 1734. Foi a mais velha de quatro irmãs. Maria Francisca casou com o tio D. Pedro e tiveram vários filhos, tendo apenas sobrevivido D. José, D. João e D. Mariana. No seu reinado, foram realizadas obras de vulto, como a Academia das Ciências, a Real Academia da Marinha ou a Real Biblioteca Pública de Lisboa, entre outras. A ela se deve o monumento da Basílica da Estrela, riquíssima de esculturas e recheio. A rainha, muito ligada aos problemas dos mais desprotegidos, reabriu as audiências populares, interrompidas no tempo do pai. Era respeitada e amada e o marido esteve sempre do seu lado. Foi ele que comprou o palácio de Queluz onde viveram. Com a morte de seu marido (1786), a viúva D. Maria I de Portugal entrou num estado de loucura e em 1799 D. João herdou o reino. Com a partida para o Brasil, em 1807, devido à invasão de Portugal pelas tropas de Napoleão, as manifestações de loucura foram aumentando. Embarcou contrariada para o Brasil, onde faleceu aos oitenta e um anos, em 20 de março de 1816 .

Marta Laranjeira

(Disciplina de História e Geografia de Portugal - professora Ana Paula Ribeiro) 

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

6ºA: Quem foi... Eugénio dos Santos?

Eugénio dos Santos nasceu em março de 1711, em Aljubarrota, e morreu em 5 de agosto de 1760, em Lisboa. Frequentou a Aula de Fortificação, de Arquitetura Militar, e desenvolveu uma carreira brilhante, tendo desempenhado cargos de elevada distinção. Em 1750 foi nomeado inspetor das obras da corte, como as Paço da Ribeira e de outros paços reais. Eugénio dos Santos foi arquiteto do senado de Lisboa, tendo sido convidado por Manuel da Maia para colaborar no levantamento dos destroços do terramoto de 1755 e foi o arquiteto responsável pela reconstrução da baixa pombalina. Colaborou ainda na construção do hospital das Caldas da Rainha. A sua obra mais notável foi a praça do Comércio que abre os horizontes de Lisboa.

Inês Pinheiro

(Disciplina de História e Geografia de Portugal - professora Ana Paula Ribeiro) 

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

6ºA: Quem foi D. João V?

D. João V nasceu em Lisboa, a 22 de outubro de 1689, recebendo o nome de João Francisco António José Bento Bernardo, e faleceu em Lisboa, a 31 de julho de 1750, tendo sido sepultado no Mosteiro de S. Vicente de Fora. Casou em 9 de junho de 1708 com D. Maria Ana de Áustria. Do casamento nasceram 10 filhos. D. João V, filho de D. Pedro e de Maria Sofia de Neubourg, foi aclamado rei em 1707. Para além da Guerra da Sucessão, em Espanha, o Brasil foi a sua principal preocupação. Para lá, tratou D. João V de mandar muitos emigrantes e de aumentar a cultura do açúcar. Apesar disso, Portugal entrou numa fase de dificuldades económicas, devidas ao contrabando do ouro do Brasil e às dificuldades do Império do Oriente. Para além destes, outros problemas surgiram: insubordinação de alguns nobres, quebras de disciplina conventual, intensificação do ódio ao judeu. É no reinado de D. João V que o barroco se manifesta com grande riqueza na arquitetura, no mobiliário, no azulejo e na ourivesaria.

Inês Bártolo Chagas

(Disciplina de História e Geografia de Portugal - professora Ana Paula Ribeiro)